O que é o FLOW

O flow é o estado mental onde não percebemos o tempo passar. Nesse estado de atenção e satisfação plena nós nos perdemos na atividade que estamos realizando, como se nada mais importasse. Esse estado é muito conhecido por artistas, atletas e pessoas apaixonadas.

Esse estado mental é muito gratificante para a pessoa que o experimenta, pois além da noção de termpo simplesmente voar, no final da atividade a pessoa sente que está revigorada, feliz e com a forte sensação de que compriu uma tarefa satisfatória.

O conceito de flow já é conhecido a muito tempo por tradições orientais, onde o praticante busca entrar em sintonia com o universo ou com a natureza. Nessa busca por sintonia, a pessoa sente que está em um fluxo mental tão equilibrado que ela pode ficar horas fazendo uma atividade e não terá quase nenhum desgaste de energia.

Compreendendo a natureza

Para que possamos entrar nesse flow, é importante que tenhamos consciência de como funciona a natureza. Se você observar com cautela, você notará que a natureza funciona em ciclos e tudo tem o seu tempo. Não importa o quão você deseja que uma fruta amadureça, ela terá o seu próprio tempo e na hora certa ela estará pronta.

Essa valiosa lição da natureza, sobre ciclos e e tempo, pode ser aplicada em nossa vida também. Você já se perguntou quantas vezes você ficava impaciente querendo que algo que você desejou muito acontecesse de sopetão? Já se deparou com a impaciencia tão grande em seu interior que no momento em que você iria fazer uma atividade, você acabou se atrapalhando todo?

Entender que as coisas tem o seu ritmo natural, vai lhe ensinar que o estado de flow pode ser alcançado em momentos que você pode pensar que não seria possível. Esse ritmo otimizado pode fazer com que você faça uma tarefa que requer atenção e habilidade de uma forma muito mais tranquila e amena. Sem o desespero e a ansiedade que paira a mente de quase todos os seres humanos na atualidade.

 

Equilibrando o desafio e o prazer

Talvez o grande segredo para entrar no fluxo do flow é encontrar uma atividade que lhe dá prazer mais que ao mesmo tempo seja uma atividade que lhe dê um certo desafio. Está ai o segredo: busque uma atividade prazeirosa mas que ao mesmo tempo ela lhe ofereça uma certa dificuldade. Essa atividade deve ter um grau de dificuldade que lhe motive a avançar e a prosperar e não lhe desmotivar. Se uma tarefa for difícil demais, provavelmente você não conseguirá mantê-la por muito tempo e em poucos dias você abandonará.

Eu poderia dizer que em sua vida você só deve fazer coisas que lhe dão prazer, porém essa não é a realidade. Existem momentos em nossa vida profissional e até mesmo pessoal, em que temos que executar tarefas que não são muito agradáveis e para isso é fundamental que você mude sua maneira de pensar sobre ela, o tão famoso mindset.

É preciso que você olhe pra essa tarefa não tão atraente e tente encontrar algo de bom nela. Mesmo que seja o simples fato de executá-la com maestria. Seja lá qual for sua tarefa, execute-a como quem faz o trabalho mais importante do mundo. Dessa forma você começará a diminuir a resistência à tarefas não tão prazeirosas e começará a entrar no flow com muito mais facilidade.

Aprendendo a navegar no rio da vida

A vida é cheia de desafios, isso todos nós já sabemos. Uma vez imersos nesse jogo que é a vida, nunca temos certeza como as coisas acontecerão. Você pode plenejar uma viagem nos seus mínimos detalhes, mas isso não é garantia de que tudo acontecerá conforme o planejado. Essa é talvez a graça ou o mistério da vida. Ela vai se desenrolando a medida em que temos nossas experiências.

Boa parte do sofrimento que encontramos nas atividades do dia a dia é devido a resistência que temos em nos adaptar as mudanças dos acontecimentos ao nosso redor. Insistimos em desejar que o mundo se comporte da forma como nós queremos e não como ele realmente é. Isso só nos trará ainda mais frustração.

Imagine que a vida é um rio e você um barqueiro que naveja por ela em sua canoa. Você terá momentos em que o rio ficará tumultuado e desafiador. Nesses momentos de que vale você se desesperar e perder o controle? É mais ou menos essa analogia que você pode pensar sobre a vida.